Robert Benton

Bastidores: Kramer vs. Kramer

A direção de [Robert] Benton deve primeiro ser elogiada por sua escolha de atores e sua colaboração com eles. Este é seu primeiro filme sério: anteriormente ele dirigiu Má Companhia e A Última Investigação, ambos fortemente cômicos. Aqui ele está lidando com mágoa, mesmo que seja vista através de um temperamento de comédia rápida, e sua mão é justa e correta. Ele se dá bem com o interior das cenas, o movimento dos atores e da câmera, os cortes internos. Minha única briga é com a edição geral, a junção de sequências. Sempre estou consciente de que ele está cortando as lacunas do tempo, começando com uma inserção precoce de caminhões de lixo – depois que Streep sai – para nos dizer que a noite passou. E muitas vezes, no final da seqüência, Benton corta ou desvanece para o preto. Este dispositivo, uma vez comum, é agora relativamente raro e deve permanecer raro. Ninguém quer ser sacudido para a consciência da própria tela enquanto assiste a um filme, a menos que aquele momento de preto, aquela consciência da existência da tela, seja ela própria parte do filme, como às vezes tem sido em Bergman.

Stanley Kauffmann, crítico de cinema, no site da revista The New Republic (a crítica é de dezembro de 1979 e pode ser lida aqui; a tradução é deste site). Abaixo, Dustin Hoffman e Meryl Streep durante as filmagens.

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

kramer vs kramer

Veja também:
Bastidores: Operação França

Os dez melhores filmes com Meryl Streep

São raras as edições do Oscar em que Meryl Streep não aparece entre as indicadas. Vencedora do prêmio três vezes, em 2015 ela concorre a melhor coadjuvante por Caminhos da Floresta, dessa vez como uma bruxa. Nada melhor que lembrar, por isso, essa carreira incrível, de filmes variados e papéis desafiadores.

Ainda que suas personagens guardem diferenças óbvias, principalmente quando vive a bruxa de um universo de fantasia, é possível encontrar os traços de Meryl em quase todas. O principal talvez seja a comum fragilidade levada aos dramas, em grandes papéis como em A Escolha de Sofia, As Horas, ou mesmo quando sai do esperado em Silkwood.

“Meryl não se cansa. Ela é durona nos ensaios e em tudo mais. Ela pode até fazer graça, mas nada é brincadeira para Meryl”, disse o produtor Joseph Papp, em entrevista à revista Rolling Stone, em um perfil da atriz publicado em 1981.

A lista abaixo não traz necessariamente as melhores interpretações da atriz, mas os melhores filmes, segundo este blog, com os quais ela esteve envolvida.

10) Silkwood – O Retrato de uma Coragem, de Mike Nichols

silkwood

9) Adaptação, de Spike Jonze

adaptação

8) A Mulher do Tenente Francês, de Karel Reisz

a mulher do tenente francês

7) As Horas, de Stephen Daldry

as horas

6) As Pontes de Madison, de Clint Eastwood

as pontes de madison

5) Kramer vs. Kramer, de Robert Benton

kramer vs kramer

4) A Escolha de Sofia, de Alan J. Pakula

escolha-de-sofia1

3) Manhattan, de Woody Allen

manhattan

2) O Franco Atirador, de Michael Cimino

o franco atirador

1) Entre Dois Amores, de Sydney Pollack

entre dois amores

Bicicletas

Pedalar para se sentir livre, levado pelo vento, ou contra ele – ou mesmo quando se deixa embalar pela música, ou para servir a ela. É o caso de uma cena incrível de Butch Cassidy, quando o casal (não de amantes) anda de bicicleta ao som da inesquecível “Raindrops Keep Falling On My Head”. Desde o surgimento do cinema, esse meio de transporte acompanha o homem e suas aventuras – românticas, bélicas, outras. Aqui, uma homenagem à bicicleta. E ao cinema.

Um Cão Andaluz, de Luis Buñuel

cão andaluz

Ladrões de Bicicleta, de Vittorio De Sica

ladrões de bicicleta

Pai e Filha, de Yasujiro Ozu

pai e filha

Abandonada, de Francesco Maselli

abandonada

Meu Tio, de Jacques Tati

meu tio

Jules e Jim – Uma Mulher para Dois, de François Truffaut

jules e jim

Antes da Revolução, de Bernardo Bertolucci

antes da revolução

Butch Cassidy, de George Roy Hill

butch cassidy

O Jardim dos Finzi-Contini, de Vittorio De Sica

o jardim dos finzi contini

Julia, de Fred Zinnemann

julia

Kramer vs. Kramer, de Robert Benton

kramer vs kramer1

E.T. – O Extraterrestre, de Steven Spielberg

et

O Carteiro e o Poeta, de Michael Radford

carteiro e o poeta1

Peppermint Candy, de Lee Chang-dong

peppermint candy

As Bicicletas de Belleville, de Sylvain Chomet

bicicletas de bellevile

O Garoto da Bicicleta, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

o garoto da bicicleta

Barbara, de Christian Petzold

BARBARA  Regie Christian Petzold