Quadros: Zama

Resumo: O tipo herói ou conquistador não combina com as formas de Don Diego de Zama (Daniel Giménez Cacho), o protagonista de Lucrecia Martel. Como em outros filmes da cineasta argentina, fala-se aqui do tempo, do homem que se deixa corroer à espera de algo que nunca chega. É um daqueles filmes de época que, sem nunca renunciar à beleza, abre mão dos ornamentos luxuosos. Beleza do real, do tempo perdido. (Idem, 2017)

Direção: Lucrecia Martel
Direção de fotografia: Rui Poças