A reação de Jodorowsky ao assistir Duna de David Lynch

O ousado cineasta Alejandro Jodorowsky tentou realizar uma adaptação do livro de Frank Herbert, Duna, nos anos 1970, mas não obteve financiamento e o projeto naufragou. Mais tarde, os direitos do livro foram parar nas mãos da família De Laurentiis, que escolheu David Lynch para a empreitada.

E quando eu soube que David Lynch iria dirigi-lo… fiquei em pânico, porque eu admiro David Lynch. “Ele pode fazê-lo! Ele é o único, no momento, que pode, e ele vai fazê-lo!” Eu sofri porque era o meu sonho. Outra pessoa iria realizá-lo, talvez melhor do que eu. E então, quando o filme estreou aqui, eu disse que não ia ver, porque iria morrer. E meus filhos disseram: “Não, somos guerreiros. Você precisa assistir”. E me levaram como uma pessoa doente ao cinema. Pensei que ia chorar. Então comecei a assistir. E pouco a pouco, pouco a pouco, pouco a pouco… fui ficando feliz, porque o filme era péssimo! É um fracasso! Bem, é uma reação humana, não? Não é nobre, mas eu tive esta reação. Eu disse: “Não é possível. Não [foi] David Lynch [que fez], que é um grande artista”. Foi o produtor quem fez aquilo.

O depoimento de Jodorowsky está no documentário Duna de Jodorowsky, de Frank Pavich, de 2013. Acima, Jodorowsky no documentário.

Veja também:
Duna, de David Lynch

Um comentário sobre “A reação de Jodorowsky ao assistir Duna de David Lynch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s