Do pior ao melhor: todos os 55 indicados ao Oscar de melhor filme nos anos 2000

Os dez anos em questão são provavelmente os piores do Oscar. Nem os anos 2010 conseguiram reunir uma leva tão grande produções medíocres. Filmes como Crash: No Limite e Quem Quer Ser um Milionário? ganharam os prêmios principais. Até Sandra Bullock viu-se laureada com uma estatueta, por aquele que é o pior filme entre os 55 nomeados. Nesta lista, a qualidade das obras começa realmente a melhorar quando se chega aos 30 primeiros.

55) Um Sonho Possível, de John Lee Hancock

54) Preciosa: Uma História de Esperança, de Lee Daniels

53) Crash: No Limite, de Paul Haggis (vencedor)

52) Erin Brockovich, uma Mulher de Talento, de Steven Soderbergh

51) O Leitor, de Stephen Daldry

50) Seabiscuit: Alma de Herói, de Gary Ross

49) Gladiador, de Ridley Scott (vencedor)

48) Quem Quer Ser um Milionário?, de Danny Boyle (vencedor)

47) Chocolate, de Lasse Hallström

46) Gangues de Nova York, de Martin Scorsese

45) O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, de Peter Jackson

44) Avatar, de James Cameron

43) Juno, de Jason Reitman

42) Ray, de Taylor Hackford

41) Educação, de Lone Scherfig

40) Distrito 9, de Neill Blomkamp

39) Amor Sem Escalas, de Jason Reitman

38) Em Busca da Terra do Nunca, de Marc Forster

37) Babel, de Alejandro G. Iñárritu

36) Uma Mente Brilhante, de Ron Howard (vencedor)

35) Entre Quatro Paredes, de Todd Field

34) Milk: A Voz da Igualdade, de Gus Van Sant

33) Up: Altas Aventuras, de Pete Docter e Bob Peterson

32) Moulin Rouge: Amor em Vermelho, de Baz Luhrmann

31) Desejo e Reparação, de Joe Wright

30) Frost/Nixon, de Ron Howard

29) O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, de Peter Jackson (vencedor)

28) A Rainha, de Stephen Frears

27) Sideways: Entre Umas e Outras, de Alexander Payne

26) O Curioso Caso de Benjamin Button, de David Fincher

25) Um Homem Sério, de Joel Coen e Ethan Coen

24) Conduta de Risco, de Tony Gilroy

23) Traffic: Ninguém Sai Limpo, de Steven Soderbergh

22) Munique, de Steven Spielberg

21) Os Infiltrados, de Martin Scorsese (vencedor)

20) O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, de Peter Jackson

19) Pequena Miss Sunshine, de Jonathan Dayton e Valerie Faris

18) Cartas de Iwo Jima, de Clint Eastwood

17) Encontros e Desencontros, de Sofia Coppola

16) O Pianista, de Roman Polanski

15) Mestre dos Mares: O Lado Mais Distante do Mundo, de Peter Weir

14) Capote, de Bennett Miller

13) Bastardos Inglórios, de Quentin Tarantino

12) Guerra ao Terror, de Kathryn Bigelow (vencedor)

11) Boa Noite e Boa Sorte, de George Clooney

10) Menina de Ouro, de Clint Eastwood (vencedor)

Eastwood não fez apenas um filme sobre boxe. Na relação do treinador que ele próprio interpreta com sua nova competidora, interpretada com garra por Hilary Swank, nasce um laço entre pai e filha.

9) As Horas, de Stephen Daldry

Três mulheres em três linhas temporais diferentes. Uma delas, Virginia Woolf (Nicole Kidman), escreve seu romance Mrs Dalloway. Uma obra amarga com amplo destaque às personagens femininas, que a dominam.

8) O Aviador, de Martin Scorsese

No belo épico de Scorsese cabe tudo: um filme sobre o cinema, sobre a aviação e sobre um milionário com TOC. A vida de Howard Hughes inclui o namoro com estrelas e tentativas de quebrar recordes. Fascinante.

7) Sobre Meninos e Lobos, de Clint Eastwood

O bom e velho Eastwood em grande forma, segurando nossa atenção do início ao fim com uma história sobre laços de amizade e a investigação do assassinato de uma garota. Elenco repleto de rostos famosos.

6) O Tigre e o Dragão, de Ang Lee

A academia preferiu Gladiador. Um equívoco. O filme de Lee tinha a melhor direção do ano e terminou reconhecido com prêmios de melhor fotografia, direção de arte e trilha sonora, além de filme estrangeiro.

5) Chicago, de Rob Marshall (vencedor)

O musical de Marshall está repleto de trunfos: números incríveis, elenco afiadíssimo, roteiro engraçado. Ao fundo, a brincadeira não deixa escapar uma crítica à América: ali, tudo termina em show. Até um crime.

4) Assassinato em Gosford Park, de Robert Altman

Foi a última oportunidade – infelizmente perdida – de o Oscar premiar o genial Altman, que, com ecos de Renoir e A Regra do Jogo, retorna ao cinema de múltiplas personagens, como em Nashville e Short Cuts.

3) O Segredo de Brokeback Mountain, de Ang Lee

Contratados para cuidar de ovelhas na montanha Brokeback, dois rapazes descobrem o amor e, sobretudo, que esse amor não sobreviverá ao retorno de ambos à civilização e à vida que viviam antes de se encontrarem.

2) Onde os Fracos Não Têm Vez, de Joel e Ethan Coen (vencedor)

Um homem encontra uma mala de dinheiro deixada por traficantes; um matador de aluguel tem a missão de recuperar essa mala e torna sua caçada algo pessoal; um velho xerife investiga o caso e reflete sobre o tempo.

1) Sangue Negro, de Paul Thomas Anderson

A história dos conquistadores corruptos e sujos de petróleo. Para homens como Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis), prosperar significava passar por cima de todos, e até manter laços de conveniência com a Igreja.

SOBRE O AUTOR:
Rafael Amaral é crítico de cinema e jornalista (conheça seu trabalho)

ACOMPANHE NOSSOS CANAIS: Facebook e Telegram

Veja também:
Do pior ao melhor: todos os 88 indicados ao Oscar de melhor filme nos anos 2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s