Woody Allen: “com filmes, eu apenas rabisco algumas notas para uma cena”

Escrever para o palco é completamente diferente de escrever para um filme e ambos são completamente diferentes de escrever prosa. O mais exigente é escrever prosa, eu acho, porque quando você termina, é o produto final. Você não pode mudar isso. Em uma peça, está longe de ser o produto final. O roteiro serve como um veículo para os atores e o diretor desenvolverem os personagens. Com filmes, eu apenas rabisco algumas notas para uma cena. Você não precisa escrever nada, você apenas tem suas notas para a cena, que são escritas com os atores e a câmera em mente. O roteiro real é uma necessidade para o elenco e o orçamento, mas o produto final geralmente não tem muita semelhança com o roteiro – pelo menos no meu caso.

Woody Allen, cineasta e escritor, em entrevista para Michiko Kakutani na The Paris Review (edição 136, 1995; leia aqui). Acima, Allen nos anos 1970; abaixo, em cena do filme Sonhos de um Sedutor, de 1972.

ACOMPANHE NOSSOS CANAIS: Facebook, YouTube e Telegram

Veja também:
Um Dia de Chuva em Nova York, de Woody Allen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s