A crítica, segundo Woody Allen

Eu gostaria que o artista pudesse conduzir o seu trabalho pela crítica – seria uma grande ajuda -, mas não dá. Posso aceitar críticas como verdadeiras, mas não tenho nenhum uso para elas no próximo filme. Não vou mudar o meu estilo ou o meu assunto porque alguém me critica. Não conseguiria, mesmo que quisesse. Eu sou limitado, ou, como [o roteirista] Marshall Brickman colocou tão brilhantemente: Você está fodido por ser quem é. O trabalho existe independentemente de tudo o que falam a respeito dele. Se a coisa é boa, continua boa apesar de todo o palavrório contra ou a favor. E se não é boa, vai se dissipar, por mais popular que possa parecer no momento.

Woody Allen, cineasta, em entrevista a Eric Lax (Conversas com Woody Allen; Cosac Naify; pg. 466).

ACOMPANHE NOSSOS CANAIS: Facebook, YouTube e Telegram

Veja também:
Woody Allen: “sempre exigi total controle artístico dos meus filmes”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s