As cartas trocadas entre Steven Spielberg e Billy Wilder

Os cineastas Steven Spielberg e Billy Wilder trocaram cartas no início de 1994, ainda sob os efeitos do recém-lançado A Lista de Schindler, que chegou aos cinemas dos Estados Unidos no Natal de 1993. Mestres, cada um a uma época, eles não economizaram nos elogios, como se lê abaixo.

As cartas foram reproduzidas a partir de fotografias da biografia de Billy Wilder, E o Resto é Loucura, de Hellmuth Karasek (editora DBA; pgs. 492 e 493), com as assinaturas dos respectivos diretores.

Acima, Billy Wilder; abaixo, o encontro de Wilder com Steven Spielberg e outros diretores – incluindo Francis Ford Coppola, Stanley Donen e Sydney Pollack – em um dos aniversários do realizador de Quanto Mais Quente Melhor. Na ocasião, olhando para a câmera, Spielberg diz que Wilder é “o maior roteirista e diretor que já existiu”. Abaixo, o vídeo do aniversário.

Veja também:
Billy Wilder relembra a morte de Ernst Lubitsch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s