Delicadezas e brincadeiras nos bastidores de uma cena de tortura

Olivier me disse que tinha visto um jardineiro cortar rosas. Ele estava todo entusiasmado. Havia entendido como fazer a cena. “Ele cortava rosas delicadamente. Eis como vou examinar sua boca.” Ele levou a cena, e para mim foi fácil. Eu me lembro de um trecho que repetimos várias vezes, porque ele tinha de me machucar. Fizemos algumas tomadas e me ocorreu que estava contracenando com Olivier. E eu pensei: “e se…?”. Ele tinha medo de me machucar. Depois de cada tomada, perguntava se eu estava bem. “Eu machuquei você, rapaz?” E eu dizia que não. Ele se preocupava. Mas eu decidi que na próxima ele ia achar que realmente tinha doído. (…) Ele tinha certeza de que tinha doído, e eu disse: “peguei você!”.

Dustin Hoffman, ator, sobre a famosa cena de tortura na cadeira de dentista em Maratona da Morte, no documentário Percorrendo a Distância (extras do DVD nacional; Paramount Pictures). O jardineiro citado trabalhava na casa do produtor Robert Evans, na qual Olivier estava hospedado. Acima, a famosa cena; abaixo, Hoffman faz algumas brincadeiras com Olivier durante as filmagens.

Curta nossa página no Facebook e siga nosso canal no YouTube

Veja também:
Bye Bye, Hitler

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s