Os dez melhores filmes do anos 90 segundo a Cahiers du Cinéma

“Bíblia da cinefilia”, a revista Cahiers du Cinéma divulga anualmente seu top dez. A cada década faz o mesmo e apresenta suas pepitas de ouro do período. Tratando-se da revista, a polêmica é garantida. Suas escolhas sempre geram certo desprezo em alguns cinéfilos. Abaixo, os anos 90.

EMPATADOS ENTRE A DÉCIMA E A OITAVA POSIÇÃO

O Rio, de Tsai Ming-liang

A revelação desse grande diretor veio com Rebeldes do Deus Neon. Faria ainda o espetacular Vive l’Amour antes deste O Rio, sobre um garoto que não encontra seu lugar no mundo. Merece ser descoberto.

Edward Mãos de Tesoura, de Tim Burton

Talvez o mais emblemático filme de Burton, com todas as características de seu universo e Johnny Depp à frente do elenco, o rapaz com as mãos de tesoura. A Cahiers du Cinéma nunca escondeu seu apreço pelo diretor.

Crash – Estranhos Prazeres, de David Cronenberg

Eleito por este site o melhor filme da década de 90 (veja aqui). Cronenberg mostra um grupo de pessoas que encontra prazer na reconstituição de acidentes de carro envolvendo figuras famosas.

EMPATADOS ENTRE A SÉTIMA E A QUARTA POSIÇÃO

Os Imperdoáveis, de Clint Eastwood

O melhor filme de Clint, sua homenagem ao gênero faroeste e o amargo crepúsculo do caubói. Em cena, o próprio Clint é Will Munny, vindo do Missouri, “assassino de mulheres e crianças”, como diz a lenda.

Close-Up, de Abbas Kiarostami

Realidade e ilusão confundem-se nesse grande filme sobre um criminoso que fingiu ser o cineasta Mohsen Makhmalbaf. Kiarostami reconta a história com as pessoas que viveram o caso, incluindo o criminoso.

Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer, de David Lynch

A prequela da famosa série de televisão criada por Lynch, sobre a bela – e, como se vê ao longo da história, um pouco ordinária – Laura Palmer. Adorado pela Cahiers, o cineasta aparece em várias listas da revista.

De Olhos Bem Fechados, de Stanley Kubrick

O último filme do mestre. A obsessão de um homem (Tom Cruise) que, ao descobrir os desejos ocultos de sua mulher (Nicole Kidman), autoriza-se a vagar pela noite e termina em uma festa secreta e libertina.

EMPATADOS ENTRE A TERCEIRA E A PRIMEIRA POSIÇÃO

As Pontes de Madison, de Clint Eastwood

A história de amor entre Francesca e Robert. Filme adorável sobre uma fuga impossível, sobre os poucos dias de proximidade entre os amantes, descobertos só após a morte dela. Difícil segurar as lágrimas.

Adeus ao Sul, de Hou Hsiao-Hsien

O diretor taiwanês é um mestre. Adeus ao Sul talvez seja seu filme mais arriscado, a viagem de alguns rapazes que, às aparências, não fazem nada. Hou foge à narrativa convencional e agarra os sentidos.

O Pagamento Final, de Brian De Palma

Após sair da cadeia, Carlito (Al Pacino) esforça-se para não se envolver com o crime. Quer mudar, comprar um novo negócio e ir embora com a amada. Mas o problemas sempre dão um jeito de alcançá-lo.

SOBRE O AUTOR:
Rafael Amaral é crítico de cinema e jornalista (conheça seu trabalho)

Consulte aqui todas as listas da revista Cahiers du Cinéma

ACOMPANHE NOSSOS CANAIS: Facebook e Telegram

Veja também:
Os 20 melhores filmes de 1999

6 comentários sobre “Os dez melhores filmes do anos 90 segundo a Cahiers du Cinéma

  1. Cadê o prestigiado “O Silêncio dos Inocentes”? “Perfect Blue”, uma das melhores películas de animação, merecia uma menção honrosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s