Crash: No Limite, segundo Alejandro González Iñárritu

Meu discurso [em Babel] é bem diferente de Crash. Crash é um longa racista sobre racismo. Babel não julga seus personagens. Espero que meu filme jamais seja associado com Crash, do qual desgosto profundamente. Quem conhece meu trabalho e minha filmografia, especialmente Amores Brutos, sabe que não há como comparar Babel com Crash.

Alejandro González Iñárritu, cineasta, em entrevista a André Gordirro na revista SET (dezembro de 2006; pg. 35). Acima, Thandie Newton e Matt Dillon em cena de Crash: No Limite, de Paul Haggis.

Veja também:
Magia ao Luar, de Woody Allen

Curta nossa página no Facebook e siga nosso canal no YouTube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s