Bastidores: A Invenção de Hugo Cabret

Acho que se começasse a pensar no que é preciso para fazer um filme assim, você nunca iria fazê-lo. Porque é muito louco. Trabalhar com crianças, cachorros, sets em constante construção. As partes internas dos relógios. 3D. Tudo isso contribui para uma sensação de um esforço enorme, mas é divertido desta maneira. (…) Foi uma dessas experiências em que eu li o livro [de Brian Selznick] todo de uma vez. Tive uma conexão imediata com a história. O menino, a solidão do menino, sua associação com o cinema, a associação com as máquinas e a criatividade. (…) Quando olhamos para a imagem de Georges Méliès, não tive dúvidas que o visual seria perfeito para Ben [Kingsley]. Assim que ele chegou no set, nós estávamos lidando com Georges Méliès. Ben criou movimentos, uma postura derrotada, de uma certa maneira, de um homem tão cheio de vida, fazendo 500 filmes, criando continuamente um novo tipo de arte e, de repente, ele perde todo o dinheiro, tem que queimar tudo e, finalmente, está atrás de um balcão em uma loja de brinquedos.

Martin Scorsese, cineasta, realizador de A Invenção de Hugo Cabret, no making-of da edição nacional do Blu-ray (Paramount Pictures). Abaixo, Scorsese durante as filmagens.

Curta nossa página no Facebook e siga nosso canal no YouTube

Veja também:
A cena da prisão de Touro Indomável, segundo Martin Scorsese

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s