Bastidores: Os Sete Samurais

Foi muitas vezes definido como a “apoteose do filme de ação”, uma obra-prima do espetáculo. (…) Os Sete Samurais, realizado com grande orçamento e durante um longo período de tempo, foi uma das obras mais dispendiosas da década [de 1950], mas também é aquela que teve absolutamente o maior sucesso internacional. Graças aos abundantes recursos de que pôde dispor, Kurosawa traçou uma inesquecível sinfonia coral de personagens, emoções, quadros, energias atmosféricas e técnicas cinematográficas com o apoio de um roteiro perfeito. A perfeição estilística e o equilíbrio ideal entre situações e tensão rítmica, principalmente na batalha final, realizada com inacreditável inovação nos ângulos, inspiraram mais ou menos indiretamente várias produções ocidentais, tornando-o um dos filmes mais famosos de toda a cinematografia japonesa.

Maria Roberta Novielli, escritora, em História do Cinema Japonês (Editora UnB; pgs. 195 e 196). Abaixo, Kurosawa (à esquerda) durante as filmagens da famosa batalha da chuva de Os Sete Samurais.

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

Veja também:
Bastidores: Era Uma Vez em Tóquio

2 comentários sobre “Bastidores: Os Sete Samurais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s