Bastidores: Magnólia

A principal característica de Magnólia é que o filme tem três horas. Esse é o tempo normalmente reservado para filmes de guerra ou dramas sobre temas sociais importantes. Eu queria fazer um filme que fosse grande,  que dissesse “Sou um épico”. Mas eu queria tratar de assuntos reais na vida de pessoas reais – será que meu pai falará comigo, será que me apaixonarei, posso ir ao banheiro? Isso merece três horas.

Paul Thomas Anderson, diretor de Magnólia, em declaração reproduzida pelo crítico de cinema Christian Peterman na revista SET (maio de 2000; pg. 26). Abaixo, o cineasta dirige Tom Cruise (ao fundo).

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

Veja também:
Bastidores: Boogie Nights: Prazer Sem Limites

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s