Os dez melhores filmes de Woody Allen

Poucos cineastas modernos registraram relacionamentos amorosos com tanta beleza como Woody Allen. Entre eles, vale destacar Eric Rohmer – primeiro que vem à mente. Apesar do jeito pacato, da introversão enquanto toca jazz com sua banda em Nova York, o diretor sempre abusou de diálogos carregados de sexo.

E poucos trataram o sexo como ele. Seus filmes conseguem migrar da diversão à crueldade, com finais abertos, difíceis. Não dá para esquecer, portanto, o fechamento de Ponto Final, ou mesmo o do recente e interessante O Homem Irracional.

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

Nascido no Brooklyn em 1935, Allen teve fases bem marcadas: o início com a comédia pastelão, exagerada, de belezas como Um Assaltante Bem Trapalhão, Bananas e O Dorminhoco; a originalidade de comédias adultas como Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, Manhattan e Memórias; a incursão, depois, pelo drama – na linha de Bergman, que sempre admirou – em obras como Interiores, Setembro e A Outra.

Como outros mestres, teve momentos menores, entre eles o recente Para Roma, com Amor, e filmes que não foram além do agradável, como Magia ao Luar. Reduzir sua obra extensa a uma lista de dez filmes – lista pessoal, vale lembrar – é um desafio e tanto.

10) Zelig (1983)

O camaleão está em todos os locais, registrado em um falso documentário cujos efeitos antecipam o que, mais tarde, seria considerado “original” em Forrest Gump.

zelig

9) Um Misterioso Assassinato em Manhattan (1993)

O diretor volta à cena com sua musa Diane Keaton nessa divertida comédia sobre um casal que investiga o homem do apartamento ao lado, apontado como assassino.

um misterioso assassinato em manhattan

8) Maridos e Esposas (1992)

Filme cru, apontado pelo próprio Allen como “feio”, de cortes abruptos e a câmera trepidante de Carlo Di Palma. Grande obra moderna sobre relacionamentos em crise.

maridos e esposas

7) Broadway Danny Rose (1984)

Allen é Danny, agenciador de artistas decadentes que acaba se deparando com Tina (Mia Farrow), por quem um de seus clientes, homem casado, está apaixonado.

broadway danny rose

6) Ponto Final (2005)

A chegada de Allen à Europa dá-se com esse filme poderoso sobre crime e castigo: a incursão de um belo professor de tênis pela vida de uma família endinheirada.

ponto final

5) Hannah e Suas Irmãs (1986)

Começa com a confissão da personagem de Michael Caine, apaixonada pela sua cunhada. Outro filme sobre idas e vindas, sobre relacionamentos em Nova York.

hannah e suas irmãs

4) A Rosa Púrpura do Cairo (1985)

A ingênua Cecilia (Farrow) vai ao cinema sempre para ver o mesmo filme, durante a Depressão. Em uma das sessões, o herói sai da tela e a convida para uma aventura.

a rosa púrpura do cairo

3) Crimes e Pecados (1989)

Roteiro genial de Allen, com histórias paralelas que se encontram ao fim, quando dois homens conversam em uma festa. De novo o diretor bebe na fonte de Dostoievski.

crimes e pecados

2) Manhattan (1979)

Homenagem a Manhattan, com a bela fotografia em preto e branco de Gordon Willis e Allen, ator, entre diferentes mulheres, alguém que precisa ter mais fé nas pessoas.

manhattan

1) Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977)

Ponto alto de sua carreira, também o ponto de virada: é quando o cineasta deixa as comédias inclinadas ao pastelão para trás e parte ao considerado “cinema sério”, com inúmeros cortes temporais, com Diane Keaton no auge e piadas inspiradas.

noivo neurótico noiva nervosa

Veja também:
Interiores, de Woody Allen
O Homem Irracional, de Woody Allen
As Mulheres de Woody Allen

Um comentário sobre “Os dez melhores filmes de Woody Allen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s