Bastidores: Cosmópolis

Aparentemente, vemos em Cosmópolis um dia na vida de um jovem yuppie em sua limusine que procura por um acontecimento que pare o movimento que tudo anula, seja tal acontecimento o assassinato, o sexo ou a simples e pura perda de tudo. No entanto, ao filmar Eric em sua limusine, Cronenberg mostrou, na verdade, qual a melhor maneira para analisar uma crise. Uma verdadeira crise nunca é apenas econômica, mas também política e, principalmente, psicológica.

Vladimir Safatle, filósofo e professor (Folha de S. Paulo, 11 de setembro de 2012). Leia o texto completo aqui.

cosmopolis1

Curta o Palavras de Cinema no Facebook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s