Os cinco melhores filmes de Stanley Kubrick

A certa altura de sua carreira, Stanley Kubrick passou a dirigir dois ou mesmo um filme por década. Esses poucos filmes mostraram-se desafiadores, ousados, como é o caso de seu capítulo final, De Olhos Bem Fechados, incompreendido por parte da crítica e do público em 1999, em seu lançamento. Antes, voltou-se ao Vietnã em Nascido Para Matar, ao terror em O Iluminado. Uma carreira que explorou diferentes gêneros e teve início com filmes de baixo orçamento.

5) Glória Feita de Sangue (1957)

Antes de levar Kubrick ao épico Spartacus, Kirk Douglas viveu o honesto coronel Dax. Nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ele tenta defender três soldados condenados à morte, acusados de covardia. O filme carrega uma poderosa mensagem contra a guerra, comparável à de obras como Sem Novidade no Front, também ambientada na Primeira Guerra.

glória feita de sangue

4) Barry Lyndon (1975)

Na primeira parte, Barry (Ryan O’Neal) recebe sempre um empurrão do destino, o que faz sua vida dar certo: ele sobrevive à guerra, tem nos braços belas mulheres, prospera. Na segunda parte tem início sua derrocada: Barry casa-se, rende-se aos jogos, e tudo, aos poucos, passa a dar errado. Visualmente, o filme é um espetáculo, com fotografia à base de luz natural.

barry lyndon

3) Dr. Fantástico (1964)

Tudo pode dar errado com homens no comando. Sempre haverá um lunático para apertar o botão. Pior: sempre haverá um lunático com poder para tanto. Todo o restante – quase o filme inteiro – é sobre os esforços inúteis para reverter essa infeliz escolha. Ou seja, para vencer os códigos e as máquinas que os próprios homens criaram. A comédia de Kubrick deu luz ao melhor retrato da Guerra Fria.

dr. fantástico

2) Laranja Mecânica (1971)

O futuro oferece, de novo, um beco sem saída. De um lado, a liberdade para saquear, estuprar, matar. De outro, a prisão que tira do homem sua força – ao passo que ele torna-se a vítima do saque, do estupro, de todos que estão dispostos a matá-lo. Aqui, Kubrick trabalhou com a versão americana do livro de Anthony Burgess, que possui um capítulo a menos que a britânica e não inclui a reintegração de Alex à sociedade.

laranja mecânica

1) 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968)

A fronteira final é o nascimento. O filme leva ao contato com essa fronteira, quando a busca do astronauta – à cama e cadavérico, vislumbrando o monólito preto – coloca-o em contato com o planeta que nasce, o círculo que se fecha. Em paralelo, os astronautas têm de enfrentar a máquina, o computador assassino, em outro caso de futuro que não deu certo – como Dr. Fantástico e Laranja Mecânica. Melhor começar de novo.

2001

2 comentários

  1. Meu professor da faculdade fez um estudo com a minha sala sobre “Uma odisséia no espaço” kkkkk esse filme é ótimo! Tbm adoro o Laranja Mecânica…. é o meu preferido dele *-*
    Bjs

    Ass : Carolina Souza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s