Os cinco melhores filmes de Michael Cimino

Lembrado sempre como um dos responsáveis por afundar a Nova Hollywood após o fracasso de O Portal do Paraíso, Michael Cimino tem uma carreira relativamente curta e brilhante. Fez um filme esperto de estreia, ganhou o Oscar pouco depois e logo viu-se no buraco.

Curta nossa página no Facebook e siga nosso canal no YouTube

Ainda assim, alguns apostaram em seu talento: em 1985, o produtor Dino De Laurentiis resolveu financiar O Ano do Dragão, esquecido por alguns, lembrado por muitos. O resultado é um dos melhores policiais dos anos 80.

Cimino parecia não se preocupar com os outros, ou com o público: fazia filmes da forma como gostava, épicos sobre a sociedade americana, sobre seus erros, e filmes dominados por homens, revoluções, guerras e bandidagem. Abaixo, um pouco desse diretor fantástico.

5) O Siciliano (1987)

Difícil imaginar que alguém teria coragem de retornar à história de Salvatore Giuliano após a obra-prima de Francesco Rosi. Pois Cimino encarou a empreitada. O resultado é interessante e tem o americano Christopher Lambert vivendo o revolucionário, com seus amores e escapadas, com suficiente distância para parecer um mito – e com Cimino fazendo o necessário para que isso seja possível. Do livro de Mario Puzo.

4) O Último Golpe (1974)

Após escrever o roteiro de Magnum 44, Cimino viu a possibilidade de dirigir seu primeiro filme, justamente com um dos famosos machões da época: Clint Eastwood. Logo nas primeiras sequências é possível atestar o gosto do cineasta por grandes sequências e pelo duelo entre homens. O protagonista vivido por Clint une-se ao jovem em fuga de Jeff Bridges e ambos embarcam em um grande assalto.

o último golpe

3) O Ano do Dragão (1985)

A obra foi acusada de racista, com o sempre difícil Mickey Rourke de cabelos pintados em terra oriental, tendo de colocar toda a polícia – carregada por sua fúria – no encalço da máfia. O filme troca a terra dos caubóis por Chinatown. Ali, o policial e protagonista é quase um xerife que tenta evidenciar o poderio americano. Cimino ainda voltaria a trabalhar com Rourke no interessante Horas de Desespero.

o ano do dragão

2) O Portal do Paraíso (1980)

O fracasso desse filme nas bilheterias fez com que fosse retirado das salas e remontado. Apenas mais tarde retornou com toda sua grandeza, com Cimino novamente colocando o dedo na ferida. Os americanos são mostrados como carrascos na busca pela limpeza étnica, quando poderosos homens do Wyoming investiam armas e capangas contra os imigrantes.

O portal do paraíso

1) O Franco Atirador (1978)

O ponto alto da carreira do diretor e que lhe rendeu o Oscar. No filme, as mulheres são sempre coadjuvantes, sempre estão aos cantos. Ficam as intenções masculinas, a guerra feita por homens. Há também o jogo de roleta russa, responsável por colocar os dois amigos frente a frente no encerramento, com direito a uma quase declaração de amor de um para o outro. Ao estilo do grande Cimino.

Veja também:
Os 100 melhores filmes dos anos 70

2 comentários sobre “Os cinco melhores filmes de Michael Cimino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s